Lúpulo



O marco histórico da lei da pureza alemã (1516) registra que a cerca de 500 anos,cultivamos um dos ingredientes que faz a cerveja ser tão especial – O lúpulo.


A planta possui o sexo masculino e feminino, para fins cervejeiros apenas a planta fêmea possui óleos essenciais e substâncias amargas desejadas na cerveja.


Para o uso cervejeiro alguns dos pontos essenciais para assegurar a qualidade da matéria-prima são:


- Substâncias amargas: O lúpulo é responsável pelo amargor da cerveja, a substância que agrega essa característica é chamada de alfa-ácido. É quantificada em análise laboratorial pelo principio de espectrofotometria, com seu resultado é possível calcular a quantidade necessária de lúpulo em uma receita de cerveja.


- Óleos Essenciais: São muitas substâncias diferentes (Mirceno, Humuleno, Geraniol etc) que conferem aromas e sabores específicos à cerveja. Não é possível conseguir relacionar um aroma ou sabor específico a uma única substância. É quantificado o conteúdo de óleos totais (mL) em 100g de lúpulo com análise laboratorial.


- HSI (Hop Storage Index): O correto armazenamento do lúpulo é essencial para manter as características sensoriais, deve ser armazenado em baixas temperaturas com ausência de luz. Grande parte do lúpulo utilizado na cerveja fica armazenado até a utilização. A análise de HSI é um indicador de envelhecimento do lúpulo que pode prever consequências negativas no produto final (off-flavours).


O laboratório TECDEN é um dos pioneiros no Brasil em análises de Lúpulo. Auxiliando no controle de qualidade de produtos importados e do mercado em crescimento de produções nacionais.


#controledequalidade #Lúpulo #analisedelúpulo

Posts Em Destaque